04 de Abril de 2016
Vitória, conseguimos barrar o Super Salário do TCM
Dinheiro 1

Poderia ser uma brincadeira de 1º de abril, mas não era. Na sexta-feira, 01/04, estava em pauta, na Câmara Municipal, a Lei do #SuperSalário que, caso aprovada iria aumentar o teto salarial de servidores do Tribunal de Contas do Município (TCM) para R$ 30 mil reais por mês, causando um rombo no orçamento público de R$ 14 milhões ao ano.

Sexta feira era a data limite, de acordo com a legislação, para aprovar qualquer gasto no orçamento público do ano de 2016, por estarmos a 6 meses das eleições municipais.

Por isso a pressa de quem se beneficiaria com o projeto de lei em aprová-lo, além de uma forte pressão feita pela Prefeitura, que é fiscalizada pelo TCM, e por isso, interessada em deixar passar suas regalias; por alguns vereadores, que se beneficiam com indicações de cargo no Tribunal; e pelo próprio TCM, na figura de dois conselheiros, presentes na plenária na maior cara de pau para pressionarem os vereadores a votarem o aumento.

Mas mesmo com todos esses interesses em jogo, mais uma vez, nossa voz falou mais alto. Com a forte pressão da sociedade por e-mail e facebook e um grande esforço da nossa equipe para pautar a mídia e conseguir aliados na Câmara, conseguimos barrar o #SuperSalário. \o/

Alguns vereadores como Gilberto Natilini (PV), Ricardo Young (Rede), José Police Neto (PSD) e Toninho Vespoli (PSOL), se posicionaram contra a aprovação desse aumento absurdo e nos ajudaram a barra-lo.

A Lei do #SuperSalário ainda pode ser votada e o aumento aprovado para 2017. Mas por hora conseguimos evitar um gasto público de R$ 14 milhões no orçamento municipal desse ano, marcado pela crise econômica, com taxas de desemprego e inflação altíssimas.

Juntos, mostramos que nós cidadãos não iremos mais tolerar um sistema onde o interesse político esteja acima do interesse público. Em ano de eleição, deixamos bem claro aos nossos vereadores que esse tipo de desaforo não será tolerado pela população.

E claro, ficaremos de olho na Câmara para qualquer passo em falso do #TribunalOstentação. O importante é continuarmos unidos e atentos. E agora, celebrar! Compartilhe essa vitória com todo mundo pra dizer que com dinheiro público não se brinca!