Vitória! Esta campanha foi encerrada há 8 anos

Barca não é avião, é pra população!

No ar há 8 anos em Transportes e Trânsito
Square 1118701 100002048567435 2094855912 q
Cozinheiro da mobilização
Barca não é avião, é pra população!

Atualização: Amigos, o Secretário Estadual de Transporte do Rio respondeu a demanda da população e comunicou a revogação da deliberação da Agetransp que instituia a cobrança de bagagem nas barcas.


A Campanha Há muito tempo os passageiros que usam o serviço das Barcas no estado do Rio de Janeiro sofrem com o descaso com que é prestado o serviço.

Aumentos abusivos, filas quiilométricas, estações lotadas e sem infraestrutura. O transporte público que deveria ser pensado para o conjunto da população que o utiliza todos os dias, acaba sendo visto como o lucro de quem os controla.

A Agência reguladora do estado (AGETRANSP) e o próprio governo estadual que deveriam estar atentos às necessidades da população, sempre passam por esses episódios de maneira leviana e negligente.

No início do ano, foi anunciada a compra da Barcas S/A pela concessionária CCR, que também administra a Ponte Rio-Niterói.

O primeiro anúncio que a nova dona do transporte fez foi a cobrança por excesso de bagagem em todas as linhas de funcionamento. Cada passageiro, que em um terceiro volume contenha mais de 5kg, pagará uma tarifa progressiva por quilo excedente.

Decidimos exigir a revisão imediata da decisão de cobrar por excesso de bagagem e ainda uma revisão completa da lei que reúne outros pontos que tornam o serviço péssimo!

É verdadeiro absurdo, já que, em muitos momentos, o serviço chega a ser a única alternativa dos cidadãos. Estudantes e trabalhadores carregando livros, bolsas e pastas serão obrigados a passar por uma pesagem, como se estivessem a ponto de embarcar em um avião. Definitivamente a qualidade do transporte é muito inferior a oferecida pelas viagens aéreas.

O que garante que a empresa concessionária cobre essa taxa é a famosa deliberação 84 de 2006, da Agetransp, que define ainda a enorme cobrança pelo uso da bicicleta nas embarcações durante a semana, medida que vai radicalmente contra uma política de fomento ao uso de bicicletas como transporte alternativo, para desafogar o trânsito caótico que cresce a cada dia nas cidades.

Um ponto, ainda mais grave e inconstitucional, segundo a OAB, é o que acontece na travessia de Paquetá, onde o transporte de volumes e cargas é restrito a um horário específico e reduzido, ferindo o direito de ir e vir.

Exigimos, então, a revisão imediata da decisão de cobrar por excesso de bagagem e a revisão completa de toda a deliberação 84/2006, no que diz respeito ao uso das bicicletas e horários de transporte de cargas em Paquetá.

Deixe seu comentário

Opa, não era exatamente isso que você esperava…
Mas temos uma novidade : )

Nosso querido Panela de Pressão ajudou cidadãos e cidadãs a conquistarem vitórias importantes. Por isso, decidimos ir além: estamos desenvolvendo o  BONDE - uma ferramenta ainda mais completa, com várias funcionalidades para você mobilizar pessoas em torno das causas que acredita. Tudo o que você fazia aqui, vai poder fazer no  BONDE  - e muito mais!

Em breve, o  BONDE  vai começar a circular. Enquanto isso, você pode propor mobilizações para uma das equipes locais da Rede Nossas Cidades - é só preencher o formulário abaixo:

PREENCHER FORMULÁRIO

(Como nossa equipe é pequena, a gente não pode garantir que a mobilização vá ao ar, mas prometemos que a proposta vai ser estudada com o todo o cuidado - e, havendo condições de produzir, vamos entrar em contato com você pra construirmos juntos.)

Você também pode apoiar causas que já estão no ar! Dê uma olhada nas mobilizações abertas na Rede Nossas Cidades: