Square 4aw5fjo
Esta mobilização foi selecionada por Meu Rio. Saiba mais sobre a seleção, clique aqui.

Fim do desperdício de água no Jardim de Alah

Square 48908 100000189813571 513 q
Cozinheiro da mobilização

No momento onde a escassez de água assusta os moradores do Rio de Janeiro, a Cedae dá mais um péssimo exemplo, deixando um vazamento há mais de um ano na Avenida Vieira Souto, no canal do Jardim de Alah.

No dia 12/11, a AMA-JB realizou uma vistoria no local e constatou, além do vazamento, o péssimo estado de conservação do cano condutor, como vocês podem ver no vídeo acima.

Recentemente, após a pressão da sociedade aqui no Panela de Pressão, os três pontos de lançamento de esgoto na Lagoa foram solucionados, acabando com a poluição no local. Por isso, acredito que se conseguirmos criar uma mobilização com centenas de pessoas, o diretor da Cedae, Marcello Motta, e o gerente da Zona Sul, Claudino do Espírito Santo, não poderão se esquivar da nossa demanda. Chega de desperdício!

Envie sua mensagem agora aos dois para que eles determinem a troca do cano podre e acabem com o vazamento!

Deixe seu comentário

Opa, não era exatamente isso que você esperava…
Mas temos uma novidade : )

Nosso querido Panela de Pressão ajudou cidadãos e cidadãs a conquistarem vitórias importantes. Por isso, decidimos ir além: estamos desenvolvendo o  BONDE - uma ferramenta ainda mais completa, com várias funcionalidades para você mobilizar pessoas em torno das causas que acredita. Tudo o que você fazia aqui, vai poder fazer no  BONDE  - e muito mais!

Em breve, o  BONDE  vai começar a circular. Enquanto isso, você pode propor mobilizações para uma das equipes locais da Rede Nossas Cidades - é só preencher o formulário abaixo:

PREENCHER FORMULÁRIO

(Como nossa equipe é pequena, a gente não pode garantir que a mobilização vá ao ar, mas prometemos que a proposta vai ser estudada com o todo o cuidado - e, havendo condições de produzir, vamos entrar em contato com você pra construirmos juntos.)

Você também pode apoiar causas que já estão no ar! Dê uma olhada nas mobilizações abertas na Rede Nossas Cidades: