18 de Dezembro de 2014
Sindicância da Prefeitura conclui que Bethlem não ganhou propina, apesar dele ter confessado crime em gravação.
20140826143603715481e

Há 5 meses, em gravações divulgadas por sua ex-mulher, Rodrigo Bethlem admitiu receber propina da Tesloo, casa espírita comandada por um ex-policial e que mantinha contratos milionários com a Prefeitura.

Mas, para a Prefeitura, mesmo sendo réu confesso, Bethlem não recebeu propina. E a Câmara de Vereadores, comandada por seu ex-sogro, mesmo sendo pressionada pela população, sentou em cima do pedido da #CPIdoBethlem e não investigou os fatos.