Vitória! Esta campanha foi encerrada há mais de 3 anos

Queremos a Escola Municipal Prudente de Moraes de volta!

No ar há mais de 3 anos em Educação
Square r8ejnts
Cozinheiro da mobilização
Square r8ejnts
Cozinheiro da mobilização
Queremos a Escola Municipal Prudente de Moraes de volta!

"Eu quero voltar para o Prudente, porque lá tem muito espaço para mim e no CIEP não tem muito espaço. Os meninos do CIEP invadem a nossa educação física e estou com saudade do Prudente, é o melhor colégio do mundo!"** Tauany, 8 anos

Imagine que o lugar onde você estuda ou trabalha vai entrar em obras temporárias por 6 meses. Durante esse tempo você e os seus colegas vão precisar ficar alojados em outro prédio, que já está super cheio. Chato, mas necessário. Agora imagine que esses 6 meses passam e você não recebe nenhuma satisfação. Passa 1 ano, 1 ano e meio, 2 anos. Os 6 meses se tornam 24 meses de espera em vão. E o pior: você não vê nenhum avanço na tal "obra temporária". Achou ruim?

É por essa situação que nós, pais da Escola Municipal Prudente de Moraes, e quase 500 crianças, professores e funcionários estão passando no Rio. Em março de 2012, após uma vistoria da RioUrbe, a escola precisou ser interditada para "obras temporárias" de descupinização do prédio. A promessa era que em 6 meses as aulas voltariam a acontecer normalmente e, enquanto isso, crianças, professores e funcionários seriam colocados no CIEP Samuel Vainer, que fica em outra parte do bairro.

Todos aceitamos em nome da segurança, mas o abandono e o esquecimento não estavam no pacote. A promessa não foi cumprida e 2013 será o segundo ano onde a formatura das crianças vai acontecer de maneira improvisada. O transtorno já atinge também os alunos do CIEP que já ocupavam a totalidade do espaço e precisaram mudar a sua rotina para acolher uma segunda escola.

Com o aperto, somos obrigados a levar as crianças pela porta dos fundos do CIEP, dividindo a entrada com a merenda e o lixo. As crianças perderam também o tempo do recreio e nós mal podem esperar por elas na saída dentro da escola.

A situação está insustentável e nossos filhos precisam retornar a escola o quanto antes, com segurança. A escola é uma mais tradicionais da cidade, é tombada pelo IPHAN, atingiu a sua meta no Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (IDEB) e foi escolhida para receber a aula inaugural da prefeitura com a secretária de educação em 2009 (veja a foto).

Uma escola tão importante para a cidade não pode ser desrespeitada dessa maneira. Exigimos um compromisso imediato com o prazo para o término das obras!

Pressione agora!

Deixe seu comentário