Queremos transparência de gastos das Organizações Sociais!

No ar há quase 2 anos em Saúde e Drogas
Queremos transparência de gastos das Organizações Sociais!

As Organizações Socias (OS) têm cada vez mais espaço no Rio de Janeiro. A gestão de várias unidades públicas de saúde já é feita pelas OSs, por exemplo. E querem passar a gestão dos teatros municipais para elas também. Essas organizações, supostamente sem fins lucrativos, recebem recursos públicos para atuarem. Mas elas não tem que prestar contas dos seus gastos com a verba da Prefeitura. Ora, se o dinheiro é dos cariocas, elas tem mostrar como gastam!

A falta de transparência dessas organizações é grave: No ano passado, o Fantástico fez uma reportagem mostrando diversos casos de corrupção em organizações sociais de saúde pelo Brasil, inclusive na Baixada Fluminense. Felizmente, já existe um Projeto de Lei, do Vereador Paulo Pinheiro (PSOL) que obriga a transparência de gastos de todas as instituições privadas sem fins lucrativos (ONGs e Organizações Sociais) que recebam recursos públicos da Prefeitura do Rio. Se essa lei for aprovada, as organizações terão que publicar, a cada dois meses, todos os seus gastos. Caso contrário, a Prefeitura deverá parar de repassar o dinheiro.

O Projeto de Lei entrará em segunda votação amanhã! Precisamos nos mobilizar agora para mostrar aos Vereadores que os cariocas querem transparência dos gastos das Organizações Sociais! Já vimos que a nossa pressão tem efeito, quando na semana passada, derrubamos o auxílio paletó. Então não vamos perder tempo! Pressione já!

Fontes:

- Projeto de Lei 1012/2011

- Matéria do Fantástico

Deixe seu comentário