Vitória! Esta campanha foi encerrada há mais de 1 ano

Pela preservação da cultura indígena na Aldeia Maracanã!

No ar há 2 anos em Megaeventos
7xqaysb
Cozinheiro

Temos pouco tempo pra garantir a preservação de parte importante da cultura indígena que ainda existe no Estado do Rio de Janeiro. A Aldeia Maracanã, que reúne dezenas de índios de diversas etnias no prédio do antigo museu do índio, ao lado do Estádio do Maracanã, está ameaçada de desaparecer com a decisão do governo de demolir o prédio centenário.

O governador Sérgio Cabral afirmou, durante uma cerimônia na manhã desta quinta-feira (18), que o governo do estado demolirá o antigo prédio do Museu do Índio, vizinho ao Maracanã, por conta dos preparativos para a Copa do Mundo. Na ocasião, Cabral justificou a decisão por uma determinação da FIFA: "O Museu do Índio, perto do Maracanã, será demolido. Vai virar uma área de mobilidade e de circulação de pessoas. É uma exigência da Fifa e do Comitê Organizador Local."

A entidade máxima do futebol desmentiu o fato:

O Governador também minimizou a questão negando o valor histórico e cultural do prédio que vai completar 147 anos e foi o primeiro Museu do Índio, criado por Darcy Ribeiro: "Viva a democracia, mas o prédio não tem qualquer valor histórico, não é tombado por ninguém. Vamos derrubar", argumentou o governador.

É um absurdo que em pleno século XXI, o Governador de uma das cidades mais importantes do mundo negue o valor dos povos de cultura nativa que deveriam ter a sua cultura totalmente preservada. Ao contrário do que afirma o Governador, o órgão de Patrimônio Estadual (INEPAC) já recomendou (veja abaixo) a não demolição e está em tramitação na Câmara Municipal da cidade um projeto de dois vereadores para que seja feito o tombamento do prédio.

Segundo Ordacgy, Defensor Público, todos os órgãos técnicos são contrários à demolição e atestam que o edifício pode ser recuperado.

"É um desrespeito à preservação cultural e arquitetônica do município. Todos os órgãos, com exceção do governo do estado, são contrários à demolição. Temos um parecer do Conselho Regional de Engenharia e Agronomia (Crea) contrário à demolição. Também o Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan) está contra"

Não podemos deixar que o desenvolvimento seja a qualquer custo e ultrapasse o limite do respeito às culturas do nosso povo.

Exigimos que o Governador se comprometa a não derrubar o prédio do antigo museu do índio e garanta a permanência dos povos da atual Aldeia Maracanã.

Foto: Jornal do Brasil

Deixe seu comentário